Posts Tagged ‘Drugs’

[última dose]DSC00054

– dia 84

\\3 meses sem alcohol, em meio a uma pandemia, com um desgoverno piorando tudo…zerando ou não minha carga viral de hcv, o tratamento foi uma experiência e tanto de sobrevivência//

 

 

– isolation | day-12 –

 

[volátil] Luceni Hellebrandt (dia 12 mar 2020)

[ensaio sobre a cura]

 

– dia 1

 

 

 

Pensava que fazia mais tempo desde a última vez que postei, mas hoje vi que são 3 meses apenas. Porém, 3 meses difíceis. Fiz uma mudança grande e tinha realmente expectativas de que sair de Campos e voltar para Pelotas, para próximo da família, tudo ficaria bem. Me enganei. Nestes 3 meses, tive gargalhadas sinceras e sorrisos suaves, mas as crises de ansiedade não se foram. O dia a dia sem vontade, sem perspectiva futura que me empolgue, vai me consumindo, destruindo pedacinho a pedacinho e eu vou intoxicando quem não merece. Magoo minha mãe com a rispidez das minhas respostas, por impaciência de convívio humano. Magoo minha namorada, com crises sentimentais e de ciúmes, coisas que eu sempre desprezei. Ao mesmo tempo, tive que admitir que eu precisava dela, pois estava com medo de ficar sozinha e não conseguia tolerar a presença de ninguém. Eu detesto ser dependente. E tive que pedir isso em um dia que ela estava com tantas outras boas energias de uma vida nova começando, pré primeiro dia de trabalho. Eu não pediria se eu não precisasse muito. Foi num domingo em que fiz uma prova de corrida de rua…ultimamente nem a corrida tem liberado alguma serotonina capaz de amenizar minha ansiedade e sintomas depressivos. Sei também que o hormônio para combater a endometriose pode ter culpa desse magnetismo de fundo de poço e no último mês já não tem eliminado totalmente minhas cólicas, tampouco segurado a menstruação, tem acontecido alguns escapes. Hoje a Pat me disse que eu tinha que pensar caminhos a seguir, tomar decisões, mesmo que baby steps…eu ouvi ela falando e não conseguia pensar nenhuma decisão, mas agora refletindo, acho que meu baby step será parar com o Alurax. Eu preciso sair deste vórtex que me consome, me machuca, e me faz machucar as pessoas que eu gosto.

Nunca conseguiram contabilizar quantxs elxs eram, só se sabe que não eram muitxs e eram pálidxs. Viviam num lugar de eterna neblina, paredes cinzas e retas. A grama era verde, bem verde, e úmida. Talvez numa colina esquecida em algum canto do mundo. Era um ambiente autossustentável – plantavam e colhiam os nutrientes que necessitavam, supriam as necessidades fisiológicas e afetivas de contato físico através do sexo, e alimentavam o cérebro com uma droga poderosa que saía dos headphones que nunca tiravam, pra nada. Pois ninguém precisa mais do que comida, sexo e música.

[ethereal_souls] Luceni Hellebrandt (2015)

[Twin Peaks: Fire Walk with Me] David Lynch (1992)

[Girl, Interrupted] James Mangold (1999)

[Trainspotting] Danny Boyle (1996)